quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Lá vem ela!

Lá vem ela.
Ela e seu amor sem pecado.
De mãos dadas.
Tão risonhos.
Lá vem ela.
Aquela que despiu meus desejos.
Me deu ânsia de sonhos.
Fome de beijos.
Aquela que fez luz na minha poesia.
Lá vem ela.
Ela e seu amor sem pecado.
O pecado é todo meu eu confesso.
Confesso que lá vem ela.
Mas trocou de calçada, que pena.
E meus olhos acompanharam
seus passinhos fadísticos.
E meu coração reclamou porque não era eu quem ela buscava.
Com sua varinha amarela de condão e fantasia.
Com as sandalhinhas de fita colorida de carnaval.
Com suas asinhas vermelhas cheias de alegria e confetes.
Segue fadinha.
Segue.
Pois meus dias se passaram,
meus brinquedos se quebraram
já nem sei cantar modinhas,
hoje não vou mais sonhar!

Leometáfora

2 comentários:

Danielle Souza* disse...

. Muito lindo mesmo! Deu show viu primo!?
bjus, sucesso! ♥

deysiane disse...

Ouwt é tudo tão Bunitinho .. amo vc ♥