quarta-feira, 21 de abril de 2010

As flores em ti. ( Para minha Amiga Léa Lima )


Já tarde da noite perdido em lembranças.
Repleto de medo ao tardar esperanças.
Me assaltam desejos atrozes bandidos
Refúgio de gelo aos meus olhos sofridos.

Cruéis são os sonhos voláteis, nervosos.
Tua boca brilhante de lábios cheirosos.
Me tremem nas mãos, o sentido, o vazio.
Acendem a falta em seu curto pavio.

Porque passam lentas as horas, meu dia?
Se espero em tua imagem, na noite, alegria.
Se o corpo lateja em sua febre medonha.
Se é amor que renasce na face tristonha.

Já ouviu meus relâmpagos, raios, trovões?
São nuvens que choram nas minhas canções.
Declaro em silêncio no curto protesto.
Em palavras miúdas de sombras sem gesto.
Que ando perdido pensando em teu beijo.
Pois há mais de flores em ti do que eu vejo.

Leometáfora

3 comentários:

cicera disse...

O que dizer!! Que adorei, e que Vc Esta De Parabéns.... Mesmo assim ainda e Pouco!!! Liindooo Muitooo Lindooo Mesmo Viu!! Mais Uam Vez Parabéns... Xero Dessa Sua Amiga Galega...

Pensamentos da Mila disse...

A melhor homenagem a alguém é uma poesia, poi nela há o aroma das rosas, o doce de um chocolate e o mais importante, sinceras palavras...
Muito Lindo!
Bjs
Mila

joao disse...

LEOMETÁFORA

Quero parabenizá-lo pelo seu talento, tanto na poesia como na prosa. Adorei este poema, que é lindo, e outros seus que já li.
Que DEUS continue iluminando o seu caminho.
Eu sou João Canhoto, namorado de Isabella que é sua fã e amiga.

Um abraço!