sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Na vida não sei usar rascunhos. Sou eu o tempo inteiro tentando não me despedaçar. Nem guardo comigo as histórias que não me fizeram bem. Eu bebi vinho demais na despedida de minha sanidade. Hoje não importa as horas.
Hoje quero crescer na medida de meu equilíbrio e serenidade.

Leometáfora

2 comentários:

Pablina disse...

Amei viu? já sabe pra onde vai essa neh?

Beijos ;*

Thata disse...

Oie Leo!
Caramba, adorei tudo aqui, gosto bastante de lê poemas!
estarei sempre aqui lendo!
Parabéns!
Um beijao!